Busca
ENQUETE Você acha que a transmissão de radio deve ser cobrada pelo cruzeiro?
  • Sim
  • Não
  • Somente para Radio Itatiaia




10 06 08
Cartao 5 Estrelas

Nesta terceira coluna sobre os temas derivados da abordagem sobre “marketing esportivo” resolvemos tocar em um assunto para nós de suma importância para um clube de futebol e que acreditamos que e uma grande ferramenta de receita para o clube. Estamos falando dos cartões de fidelidade com os torcedores, no nosso caso o chamado “cartão 5 estrelas” – cartão que foi lançado na época do ex diretor de MKT Paulo Nélio, que por sinal, fez um belo trabalho no ano em que exerceu sua função no clube

No caso, queremos, aqui na coluna, ressaltar sua importância, seus benefícios e também contribuirmos com idéias, para que os cartões possam ser adquiridos, cada vez mais, por cruzeirenses, que, além de contribuir, se tornem o orgulho do torcedor cruzeirense.

Comecemos por mostrar a importância de fazer parte deste projeto pioneiro no Brasil.

Vem se tornando prática e discurso recorrente que, a cada dia que passa temos que vender um ou mais jogadores por ano, para que o déficit  anual no clube, de 20 milhões seja pago sem prejudicar o patrimônio e a saúde financeira do Cruzeiro.

Obviamente, como torcedores queremos ver títulos e times competitivos, contudo, e para isso temos que nos conscientizar que precisamos fazer mais pelo clube.

Escutamos que vários clubes europeus possuem 70, 80, 100 e ate 170 mil sócios, como por exemplo o Barcelona que possui um quadro numeroso de sócios. Daí nos perguntamos: Será que com uma torcida de 7milhoes de torcedores não conseguimos fazer com que, no mínimo, 1,5% dela possua o “Cartão 5 Estrelas”?

Referido percentual representa apenas 105 mil torcedores, potenciais contribuintes, ou seja, quase o mesmo numero do público presente no Mineirão, no jogo contra o Sporting Cristal, em 1997, na final da Copa Libertadores (sem contar os milhares de torcedores que não tiveram como ir a campo).

Em valores podemos chegar a seguinte conclusão: atualmente temos dois tipos de “Cartão 5 Estrelas”. O branco que custa R$ 18,00 reais mensais e o azul com o preço de R$33,00.

Através de um cálculo simples: 105mil(associados) x R$18,00 (considerando que todos adquirissem somente o branco), teríamos o seguinte valor arrecadado mensalmente de R$1.890.000,00 e este valor apurado num ano chegaria na incrível marca de R$22.680.000,00. Resolveria nosso déficit de 20Mi anual e ainda sobraria verba para investimentos e com certeza para a vinda de craques mais gabaritados, o que, por conseqüência lógica e mais títulos em nossa sala de troféus.

Porém se a dedução matemática fosse a mesma para o convencimento das vantagens do referido produto, estaríamos bem demais. Todavia, nos deparamos diante da seguinte encruzilhada: Como conseguiremos chegar a este numero de 105mil sócios? Quais deveriam ser as medidas a serem implementadas para chegarmos nos números retro propostos?

Bem, daí vem a parte mais importante que o MKT e o torcedor, deveriam trabalhar.

Acerca do produto “Cartão 5 Estrelas”, entendemos que para que ele possa alcançar os referidos números, ele  tem que ser atrativo, com bastante benefícios, com descontos em lojas conveniadas, porém, em mesmo grau de importância, reputamos que seria muito mais importante trabalhar o lado cultural do torcedor especialmente no sentido de mostrar como pequenas atitudes quando somadas podem retratar uma grandeza sem precedentes.

Nesse último sentido queremos dizer que: devemos participar de forma ativa na vida do clube, se realmente amamos e fazemos de tudo por ele. Sair do discurso e colocar em prática, independentemente se o time estiver bem ou não, esqueça isso, faça como um compromisso inadiável.

Esta sim e uma relação de lealdade que deve ser disseminada pelo MKT e pelo torcedor. Vejo investimentos em propaganda, em revistas há alguns anos e não acreditamos nesta fórmula, até porque referidos meios não atacam todos os flancos que precisamos para atingir referida marca, muito menos entendemos não constituírem meio potente para a fidelização da marca “Cartão 5 Estrelas”.

Fazer exatamente o que o Internacional de Porto Alegre vem fazendo com seus torcedores. Um trabalho de boca a boca, de conscientização que já atraiu 70mil sócios e tem o objetivo de alcançar ate o próximo ano a marca de 100mil, no ano do seu centenário.

Esta parte da lealdade, deveria começar, ainda, quando neném. No nosso entender, assim que o filho nascesse, o pai já adquirisse um cartão infantil, por um preço simbólico de R$5,00 que poderia fazer parte de um plano família, por exemplo, aonde o pai pagasse o valor integral e o dependente pagasse um valor diferenciado, o que, vem sendo utilizado há anos pelo Barcelona em seu plano de sócios.

Com isso a possibilidade desta criança, quando alcançasse a adolescência, deixar de pagar seu cartão 5 estrelas, seria mínima, o vinculo e antigo e o amor pelo clube já estaria enraizado.

Um ponto falho no nosso ponto de vista é a falta de um cartão para todos aqueles cruzeirenses que moram fora do estado, que não tem a oportunidade de seguir nosso time no Mineirão, mas que tem interesse em contribuir, com um valor menor. Talvez um cartão no valor de R$ 10,00 para estes que moram no exterior, em outros estados ou até mesmo para aqueles que moram no interior.

Sabemos que o número de interessados pelo cartão aumentou consideravelmente enquanto disputávamos a libertadores, isso porque as dificuldades em comprar o ingresso eram grandes e boa parte se aproveitou para se cadastrar e adquirir o ingresso. Com todo o respeito, ainda que a conveniência pela facilidade de adquirir o ingresso tivesse motivado um aumento na aquisição do “Cartão 5 Estrelas” temos que pensar outros meios de atrair novos clientes, ainda mais quando se sabe que (infelizmente) não é todo ano que temos uma competição como essa.

 Ótima noticia, se o time disputa títulos, ou campeonatos importantes, vez que a conseqüência é que a torcida se anima e quer comprar, ou seja, passa gerar divisas para o clube. Este trabalho de manutenção e fundamental, até porque sai muito mais barato manter um cliente do que conquistar um cliente.

Percebemos algumas mudanças no cartão, como a aquisição de benefícios pela internet e celular, a possibilidade de em grandes jogos, assistir a partida no espaço característico da torcida do cruzeiro, isso faz a diferença, e também e uma jogada inteligente do MKT.

Queremos contribuir e informar aos torcedores celestes sobre a importância de participar ativamente do clube que amamos. Este também e o papel do torcedor.

Pare, pense e e reflita! Temos a certeza que sendo racional, você irá adquirir o seu. Vamos ter o orgulho de se sentir parte do sucesso deste time que nos dá tantas alegrias e que somos apaixonados.

Um abraço 5 estrelas!

 

Bruno Bechelany e Rafael Pena

(22) Comentários > Comentar