Busca
ENQUETE Você acha que a transmissão de radio deve ser cobrada pelo cruzeiro?
  • Sim
  • Não
  • Somente para Radio Itatiaia




12 05 08
Resenha do Mixa - Cruzeiro2x0Vitoria
CRUZEIRO X VITÓRIA ? LEANDRO DOMINGUES ? ADÍLSON

Galera, vou tratar de três temas hoje, totalmente interligados.

Primeiro deles, a vitória de ontem na estréia do time no Brasileirão.

Nem precisa dizer muita coisa sobre a felicidade com o resultado, se lembrarmos
que não havíamos ganhado do Vitória no Barradão em Brasileiros, e que é sempre
muito difícil bater a equipe baiana em seus domínios.

Entretanto, algumas observações merecem destaque sobre a forma como a equipe
atuou.

Não é a primeira vez que o time faz apresentações distintas em períodos do
jogo, quando atuando como visitante.

É que a despeito de um bom primeiro tempo, onde a equipe mostrou poder ofensivo,
talvez pela fragilidade do adversário, talvez não, o segundo tempo foi mais
uma vez sofrível.

Enquanto no primeiro tempo se viu um time disposto a jogar futebol, envolvendo
e sendo envolvido, o que é natural, e com obtenção do resultado pelos dois
gols, o mesmo não se viu no segundo tempo.

O time poderia ter feito 3x0 não fosse a displicência de Ramirez, que driblara
o goleiro, e com o gol vazio chutara para fora. Os 2 ou 3 a zero ainda teriam
responsabilidade do goleiro Fábio, que fizera duas defesas incríveis, fazendo
a diferença no jogo e no placar.

No segundo tempo, se viu um Cruzeiro parecido com o de Potosi. Não comungo
da idéia do treinador de congestionar o meio-de-campo com volantes, mesmo
sabendo da vantagem no placar e da expulsão do atacante Moreno. Ficou um
embolado de jogadores tentando atrapalhar o jogo, sem nenhuma definição ou
pretensão de jogo, sofrendo pressão, e passando por momentos bizonhos.

Será que precisa mesmo disso? Fica a pergunta para o Adílson refletir. A
minha observação é de uma crítica construtiva. Não quero taxar o treinador
disso ou daquilo, tampouco quero sua saída do clube ou dizer bobagens, como
preconizam alguns órgãos de imprensa, talvez até motivados por interesses
escusos de suas preferências clubísticas pessoais.

O fato é que questiono a postura do Cruzeiro como visitante e penso que o
treinador deva experimentar outras formações táticas e psicológicas da postura
do time como visitante, que em alguns momentos beira a mediocridade.

Dito isso, chego ao caso Leandro Domingues.

Acorda, China Azul!!! Querem desestabilizar o ambiente do clube, e a torcida
está entrando em onda da imprensa alvi-negra, que pode virar um tsunami...

Leandro Domingues é bom jogador? Sim, bom jogador, talvez muito bom jogador
tecnicamente. Entretanto, não vivemos a era dos primatas, e estamos inseridos
numa sociedade civilizada onde há normas, disciplina, e hierarquia.

Todos já sabem dos fatos e da cronologia dos acontecimentos. Leandro Domingues
errou ao agir com ato de insubordinação perante o treinador, e deve ser punido
exemplarmente.

Não posso admitir ver o Palhinha na tv, publicamente, a quem sou um fã fervoroso,
admitir a indisciplina sobre o argumento de que Leandro Domingues é bom jogador.

Já falei aqui nos comentários da resenha passada, que não se pode passar
por cima de hierarquia e comando. Isso é falta grave passível de punição
com justa causa, pena máxima do contrato de trabalho.

O comandado jamais pode passar por cima da ordem do comandante, seja ela
certa ou errada. Até compreendo a irresignação de quem se insurge com eventual
injustiça das decisões do líder, mas elas jamais podem ser desrespeitadas
pelo destinatário da ordem, sob pena de se imperar a anarquia.

Quem pode e deve avaliar o erro ou acerto das decisões do líder, do comandante,
é a diretoria, e não o jogador, que deve respeitar, e aceitar a decisão e
cumpri-la.

Claro que o jogador tem o poder de conversar, e até mesmo questionar a decisão
em tom respeitoso diretamente a ele e em caráter reservado, oportunidade
em que merecerá ou não uma explicação desse comandante. O que não pode, é
desrespeitar a sua decisão, ou questioná-la publicamente na imprensa, que
terá o mesmo efeito de desrespeito.

Enfim, penso que a punição a Leandro Domingues deva ocorrer, e ser exemplar,
ou seja, mandar treinar em separado na Toca da Raposa I.

Por outro lado, não concordo na decisão de ?liberá-lo? do clube, já que desta
forma estará diluindo a punição, cainda no vazio a apenação, e premiando
o infrator com a possibilidade de seguir sua carreira em outra agremiação,
enfraquecendo o clube, e fortalecendo adversários concorrentes ao clube.

Concluindo, Leandro deve ser afastado, treinar em separado na Toca I, e cumprir
seu contrato até repensar seu ato, procurar o treinador e resolver a situação
internamente. Do contrário, caso não tenha humildade de fazê-lo, que cumpra
seu contrato até acabar, sem jogar.

Essa é minha opinião, apenas uma opinião. E peço, encarecidamente, que a
torcida não entre na onda de conturbar o bom ambiente de hierarquia e bom
comando técnico do clube.

Adílson pode ter defeitos e decisões questionáveis, que temos o poder de
criticar com respeito e indagações para que ele possa crescer e fortalecer
o time, e não diminui-lo para que vá embora.

Juro que não compreendo parte das críticas a ele. Façamos um reflexo histórico
do que essa equipe foi capaz de produzir no passado, a cara que ela ganhou
esse ano, as boas apresentações do ano, e os poucos tropeços.

Penso que há um exagero nas críticas dirigidas ao treinador, e que ele é
merecedor de aplausos e mais respeito e admiração por parte de nossa torcida.
Fica a reflexão no ar. Se não concordarem comigo, o que é direito de cada
um, pensem o que e quem podem fazer algo melhor com o elenco que dispomos.

Abraço a todos, e que o clube siga com força no Brasileirão para conquistar
o tri!
(4) Comentários > Comentar