Busca
ENQUETE Você acha que a transmissão de radio deve ser cobrada pelo cruzeiro?
  • Sim
  • Não
  • Somente para Radio Itatiaia




19 03 08
Resenha do Mixa

Nas rodadas de discussão do fim-de-semana indaguei meus amigos se não seria temerária a retórica de toda a comissão técnica, aí incluídos jogadores e treinador, no sentido da valia de um ponto na Venezuela.

E o meu temor se justificaria, já que desde que me entendo por expectador de futebol, que toda vez que uma equipe brada aos quatro cantos que vai jogar para empatar, invariavelmente perde.

Pois bem.

Justificaria se outra não fosse a postura do time em campo, que graças à Deus, não honrou a máxima do empate. É bem verdade que o time no jogo de ontem alternou posturas ofensivas e defensivas, mas credito mais às nuanças do jogo e de comportamento dos atletas, do que propriamente a "vontade de empatar" como posição tática, como eu temia.

A verdade é que o time entrou bem, marcando e procurando jogar, e não fosse o destaque negativo dos meias ofensivas Wágner e um pouco de Marcinho, poderíamos ter inclusive vencido a partida.

Na verdade, Marcinho foi até bem, jogou com muita disposição e tentou criar algumas jogadas, ainda que sem sucesso. Agora, o Wágner, justificou todas as críticas que são direcionadas a ele, quando de suas apresentações "apagão"!

Ontem foi mais uma. Chega a dar nos nervos ver o Wágner atuar da forma como jogou ontem, onde chega a dar impressão de desinteresse na partida. Tenho certeza que não é isso, mas ele precisa demonstrar mais voluntariedade e luta às jogadas, como enche os olhos de todo torcedor as atuações do atacante Marcelo Moreno.

E olha que talvez, o boliviano nem tenha a técnica ou habilidade que aparenta Wágner desfrutar, entretanto compensa a possível diferenciação com muita busca, entrega, e incansável luta, desaguando em muita produtividade para o time.

Penso que Wágner deva se repensar sua postura, e aprender com o colega de ataque, já que foi justamente na sua posição, que o time pecou, mostrando um hiato entre ataque e defesa, e prejudicando rendimento melhor da equipe no jogo.

A quem insiste em criticar Adílson (incrível isso!) ontem mais uma vez teve que se curvar ao bom padrão de jogo e à boa formação tática escolhida. O lateral Jonathan, na função de cobertura e cerco aos avanços do meia Vargas da equipe Venezuela, foi quase perfeito, e ainda arriscou alguns apoios. Lembrando que a posição era de lateral, e não de ponta.

Os volantes de proteção à zaga, Ramirez, mais uma vez, impecável, Marquinhos Paraná, muito bem, e com ótima visão de jogo, deram boa proteção à zaga, que atuara também de forma precisa, à exeção de Tiago Martineli que a meu ver não justificara a boa atuação de seus companheiros.

Espinoza é de uma qualidade que chega a espantar se de fato joga tudo o que parece! Seu companheiro Fortunato também jogou com seriedade, sem comprometer.

Por fim, faço aqui dois destaques:

1) Mais uma excelente atuação do arqueiro Fábio, que vem fazendo a torcida esquecer o histórico não tão brilhante como o ano que vem cumprindo. Foi muito bem, seguro, e sem qualquer culpa no gol, já que quem acompanha futebol, sabe que a bola cruzada na área, em velocidade, e em cima do goleiro, é das jogadas mais difíceis de se marcar, podendo ser creditado algum erro ao marcador Martineli, que não acompanhou a marcação, o que é mesmo difícil, frise-se, mas não ao goleiro, que fica na cruel indecisão de sair em cima do atacante ou do defensor, ou de ficar no gol aguardando chance de defesa. Deu azar e o atacante ainda foi feliz de receber a bola em condição de forte e certeiro cabeceio, em cima dele e na fatal jogada de cima pra baixo. Sem chance de defesa.

2) Foi a muito boa atuação do lateral Apodi. Como venho falando há muito tempo, parte da nossa torcida tem que aprender a ter paciência, e fazer juízo de valor com mais tempo. Não quero dizer que Apodi é craque, mas sim colocar parte de nossa torcida a refletir se são justas as constantes vaias intempestivas, ao primeiro erro de jogador em campo. Como venho dizendo, jogadores como Apodi, que logicamente possui algumas deficiências em determinados fundamentos, como cruzamentos, poderão e serão muito úteis em jogos de Libertadores, compondo elenco, dada a extrema velocidade em que emprega nas jogadas. Na mesma linha vai o pedido de apoio a Marcinho, que também pode e será útil na composição de elenco, e fazer partidas boas ou até melhores que a de ontem, compensando atuações apagadas como as de Wágner em determinadas ocasiões.

Dito isso, peço que nosso povo não quebre a sinergia time-torcida, poupando nossos jogadores de críticas precipitadas, já que compensaremos todas as adversidades com o horizonte da provável e factível conquista do título.
Acreditem!

Mixa

(13) Comentários > Comentar